Adrianinho comemora atuação pela Ponte, mas lamenta chance perdida

Titular diante do Vilhena, camisa 10 comanda a vitória da Macaca, por 3 a 0, pela primeira fase da Copa do Brasil. “Esse placar nos dá moral para a sequência”, diz

A vitória da Ponte Preta, por 3 a 0, sobre o Vilhena, garantiu ao time a classificação à segunda fase da Copa do Brasil, mas teve um sabor especial para Adrianinho. O meia teve a oportunidade de ser o camisa 10 da Macaca na noite desta quinta-feira, no Majestoso, e não decepcionou. Buscando reconquistar o ritmo ideal, ele teve uma boa atuação, se movimentou, buscou jogo, armou boa trama com Rildo, mas um lance em particular o fez lamentar ao deixar o gramado: o gol perdido ainda no primeiro tempo. Isso, aliás, prova o que o ídolo pontepretano está com vontade de sobra para voltar a brilhar pela equipe ao longo da temporada.

- Fico feliz. Tive a oportunidade de jogar e entrar no ritmo. E tinha que aproveitar bem. Infelizmente perdi o gol quando o jogo ainda estava 1 a 0. O Roni fez um bom cruzamento, mas não consegui marcar. Faríamos 2 a 0, o jogo ficaria mais tranquilo, pois pouco antes o Vilhena teve um jogador expulso e estávamos com um a mais – disse o camisa 10.

O lance que gerou a lamentação de Adrianinho foi aos 44 minutos do primeiro tempo. Após jogada ensaiada, Roni cobrou falta para dentro da área e o meia desviou pela linha de fundo, perdendo a chance do segundo gol. Isso porque, antes, Rildo havia aberto placar com um toque de cabeça. Na etapa final, o camisa 10 teve outra oportunidade, mas o chute de fora da área parou no travessão. Somente aos 36 minutos, em cobrança de pênalti, fez o seu gol, fechando o placar para a Macaca. Fernando Bob, também em cobrança de pênalti, havia marcado o segundo gol da Ponte.

Apesar do placar elástico, Adrianinho elogiou o Vilhena. De acordo com o meia, o time de Rondônia teve uma boa atuação contra a Macaca e, caso não tivesse Júnior expulso após carrinho em Rildo, a Ponte poderia ter se complicado. Por isso, o camisa 10 acredita que a vitória da maneira que foi, dá moral para a equipe na sequência da temporada, quando vai tentar uma vaga nas quartas de final do Paulistão e, ainda, estará na segunda fase da Copa do Brasil.

- O Vilhena é um time duro, que marca forte e que caiu por estar com um a menos. É do nível de times bons do Paulistão. Ganhar de um time assim, com esse placar, nos dá moral para a sequência da temporada – completou.

A Ponte volta a campo no domingo, às 18h30, quando encara o Penapolense pela penúltima rodada do Paulistão. Com 24 pontos, a Macaca é vice-líder do Grupo 2 com cinco pontos de vantagem para o terceiro colocado Audax.

Fonte: GloboEsporte.com
Foto: Victor Hafner / Ponte Preta

Deixe uma resposta


× um = 7

Your email address will not be published. Required fields are marked *